4 tipos de anúncios no Google para imobiliárias

Os anúncios no Google são os melhores e os que trazem os leads mais quentes. Nesse texto você vai aprender em quais tipos de anúncio deve investir tempo e dinheiro para vender mais.

No artigo passado eu falei sobre a importância de se aparecer na primeira página do Google, e cheguei até a dizer que se você não está na primeira página, sua imobiliária não existe.

No mesmo artigo falei sobre a “maravilha” do Google Ads, e que através de campanhas bem feitas você pode melhorar (e muito) o posicionamento e a visibilidade da sua imobiliária ou construtora.

No texto de hoje, eu vou detalhar os 4 tipos de anúncios mais importantes, que na minha visão, toda imobiliária de sucesso deveria investir.

Guarde uma frase de ouro que eu uso muito nas minhas palestras e treinamentos, “o dinheiro da internet está no Google.”

Outro ponto importante é que a minoria das imobiliárias ainda não domina os anúncios no Google, ou seja, é uma oportunidade de você se destacar.

Já os corretores autônomos, dominam menos ainda essa ferramenta, ao contrário do Facebook, que está infestado de anúncios de imobiliárias e corretores.

Conheça agora os 4 tipos de anúncios que toda imobiliária precisa fazer no Google Ads:

1- Rede de Pesquisa

Imagine que você acabou de se mudar para uma cidade, não conhece ninguém na região, e precisa comprar um apartamento, o que você faz?

Abre o bom e velho Google e digita: “apartamento 3 quartos no centro”. Acertei?

Pois é! Tem milhares de pessoas fazendo pesquisas assim todos os dias, e você precisa ser uma opção de escolha para elas.

Esse é o mais importante dos 4 que irei te apresentar, é o que as imobiliárias mais fazem, mas o que tem mais erros também.

Nesse tipo de anúncio indicamos ao Google uma lista com palavras chaves que queremos pagar para que a imobiliária apareça (principalmente) entre os 3 primeiros resultados da pesquisa.

Ou seja, compramos palavras chaves como “casa, apartamento, terrenos” e quando alguém pesquise por esse termo, o nome da imobiliária aparece no resultado da busca.

Uma grande vantagem é que nós só pagamos ao Google quando o usuário clica no nosso anúncio.

Os problemas que vejo aqui constantemente são contas de anúncios com poucas palavras chave, que não se debruçam em pensar e pesquisar em todas as variedades que o interessado em imóvel pode digitar.

Outro erro comum é não usar as “palavras negativadas”.

Um exemplo disso, são imobiliárias que não trabalham com locação, que aparecem como opção da busca de alguém que pesquisou por “kitnets para alugar”.

Esse tipo de anúncio precisa ser monitorado quase diariamente, pois a avaliação do Google muda constantemente sobre aquele assunto.

E não basta apenas pagar mais, seu anúncio tem que estar muito bem avaliado para aparecer no topo da pesquisa.

Um tipo de erro que acontece muito também é não usar descrições que se conectem com a busca do usuário.

Exemplo: o usuário pesquisa por “Terrenos no Alphaville”, e o resultado da pesquisa traz seu nome com a descrição “FULANO IMÓVEIS – 35 anos de tradição e confiança, os melhores imóveis estão aqui”.

Nesse caso, imagine a pesquisa “Terrenos no Alphaville”, e o resultado da pesquisa com a descrição “FULANO IMÓVEIS – Lotes e terrenos nos principais condomínios da cidade com ótima topografia. Conecta muito mais que o primeiro, concorda?

Como eu sempre falo, ”não basta anunciar, tem que ser estratégico.”

2 – Google Display

Sabia que dá para colocar um banner com o nome e a logo da sua imobiliária ou construtora nos sites mais acessados da sua região? Essa é uma das funções do Google Display.

Existe uma segunda função fantástica que eu vou colocar no 4º tipo de anúncio deste artigo.

Com o Google Display você pode selecionar os tipos de site onde você quer anunciar, ou seja, conseguimos ser bem assertivos em onde mostrar a marca da imobiliária ou construtora.

Podemos escolher sites de notícias, economia, finanças, etc, e não anunciar em sites de entretenimento jovens, por exemplo.

3 – YouTube

Deixa eu te contar uma coisa sobre o YouTube, ele é a rede social mais utilizada no mundo inteiro.

Sim, o YouTube é uma rede social, e você consegue impactar um número monstruoso de pessoas lá dentro.

Sem contar que ele é a televisão do presente. O futuro já chegou há um tempo.

Mas diferente de anunciar na TV local da sua região, e aparecer para todo e qualquer tipo de pessoa, quando você anuncia no YouTube pode escolher o local, o perfil do seu público alvo, e em que tipo de vídeo e canal o seu anúncio vai aparecer.

Fantástico não é mesmo?

O YouTube não é um canal de alta conversão de leads, mas para posicionamento da marca (branding), é a melhor ferramenta que conheço nos dias de hoje.

Para anunciar aqui você precisa ter uma capacidade de criação de vídeo: filmmaker, drone, legenda, boa oratória, são indispensáveis para ter bons vídeos aqui.

Uma grande vantagem aqui, é que você só paga ao Google, se o usuário não pular seu anúncio.

Nesse tipo de anúncio eu vejo 2 erros comuns acontecendo.

O primeiro é a produção de vídeos muito longos com 1 minuto, 3 minutos e até 5 minutos. As pessoas hoje estão extremamente práticas e velozes na internet, então pense em vídeos de 15 a 30 segundos.

Se você tiver muita informação, que não caibam dentro dos 30 segundos, grave vários vídeos de 30 segundos. Simples assim!

O segundo tipo de erro que acontece aqui, é esquecer que você só tem 5 segundos para chamar atenção da audiência.

Então troque introduções como “Oi, meu nome é fulano de tal,  e eu venho te apresentar uma grande oportunidade no bairro xpto” por “O bairro xpto é um dos mais desejados da cidade, e tem imóveis maravilhosos a partir de R$XX”.

Ou seja, você tem pouco tempo. Entregue tudo na primeira frase.

4 – Remarketing com Google Display

Você acordou de manhã, entrou na Netshoes para dar uma olhada em um novo tênis para caminhada, mas não se decidiu pela compra naquele momento e foi fazer outras coisas.

Na sua pausa para almoçar, acessou a internet para ler as notícias, e o que estava no meio das notícias? Tênis, tênis, e mais tênis. Isso é remarketing!

A decisão de comprar um imóvel é demorada, e pode durar vários meses.

Durante o período de decisão, o potencial comprador entra em vários sites, e depois acaba se perdendo um pouco com o nome dos empreendimentos ou imobiliárias.

Eu já falei várias vezes que imobiliárias e construtoras precisam investir em remarketing, em cima das pessoas que já visitaram seus sites e redes sociais, mas que ainda não se decidiram.

Só investir em novos leads, e se esquecer completamente da sua base de leads antigos ou de pessoas que já conhecem a sua marca, é uma das piores coisas que você pode fazer com a sua verba de marketing.

Então você pode usar o Google Display, para mostrar um banner da sua imobiliária, em vários sites que o potencial comprador vai acessar após sair do seu site.

Dessa forma você fixa o nome da sua empresa na cabeça, do potencial comprador, e também pode conseguir impactar essa mesma pessoa em um novo momento de busca por imóvel.

Como começar a anunciar no Google?

A agência Emídia, uma das principais agências de marketing imobiliário do país, é onde eu e meu time colocamos energia para ajudar nossos clientes a chegarem em um próximo nível com seu marketing e processo comercial.

Então se você precisar de ajuda profissional nesse processo, pode contar com a gente.

Caso você vá executar sozinho(a), conte com nossos conteúdos diários para saber como começar.

Renato Oliveira
     

Estrategista de marketing e vendas imobiliárias, sócio-diretor na agência de publicidade e marketing Emídia, e co-fundador do CRM imobiliário Imobi Sales. Já ajudei +120 imobiliárias, construtoras, incorporadoras e loteadoras a melhorarem sua comunicação, posicionamento de marca, e a aumentarem seu resultado de vendas.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.