Atualização iOS 14: tudo o que você precisa saber

Por Ramon Freitas, head de marketing

A atualização iOS 14, de acordo com a Apple, serviu principalmente para melhorar a experiência do usuário. Na página da marca, vemos que os apps, agora, estão mais “inteligentes, pessoais e privados”. Mas qual é o verdadeiro impacto que o mercado imobiliário terá com isso? A resposta está na forma de anunciar e ser percebido pelo público. 

Preparamos este conteúdo para você dominar as inovações e não diminuir o alcance da sua marca. Apesar de apenas 10% dos brasileiros utilizarem o sistema operacional iOS — dados do Google em parceria com a consultoria global Bain & Company, é esperado que, rapidamente, os usuários Android também sejam impactados. 

Neste texto, vamos aprofundar mais no tema e mostrar os impactos aos usuários e aos anunciantes. Confira!

Como a atualização iOS14 impacta o usuário?

No ponto de vista do usuário, a mudança provocada pela atualização iOS 14 foi muito sutil. Ele só passou a ser perguntado se aceita compartilhar dados pessoais e de conversão com as empresas. Entre essas informações, destaca-se a intenção de compra. Aparece uma mensagem de aceitação ou desativação do compartilhamento de dados durante o evento de conversão que o internauta foi impactado. 

Antes da novidade, as pessoas não podiam opinar sobre a privacidade dos dados. Simplesmente, após a conversão, aceitavam o que as organizações decidiam fazer com as respostas fornecidas. Porém, chegou o momento de assumirem o protagonismo da questão.

A mudança complementa as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) que entrou em vigor no ano passado. O objetivo é trazer mais segurança ao tratamento de informações pessoais que são captadas pelas empresas.

Para resumir, podemos dizer que o portador de um iPhone com a atualização iOS 14 tem o poder de escolha em relação aos anúncios. Ele decide se quer ser “perseguido” pelas campanhas dos produtos e serviços.

Como a atualização iOS14 impacta os profissionais de tráfego?

Já para quem cria e impulsiona os anúncios, a história é diferente. O profissional de tráfego encontra mais dificuldades para conseguir rastrear os internautas. Afinal quem não quiser ser rastreado, não será — perdem-se, então, dados como sexo, idade e localização. Além disso, é esperado um delay de até 48h para que as informações apareçam nos relatórios de consulta. 

O Facebook é amplamente reconhecido pela possibilidade de segmentar os públicos nas campanhas a serem implementadas. No entanto, agora, a realidade mudou. Será necessário estratégia para lidar com a criação de públicos personalizados e ações de remarketing.

As pessoas podem escolher se querem continuar sendo impactadas ou não pelos anúncios. A atualização limitou o uso de, no máximo, oito eventos de conversão. Portanto, o profissional tem que escolher com critério suas ações. Ele deve estar apto para interpretar os dados disponíveis, criar campanhas atrativas e diminuir as taxas de rejeição.

A rede social ainda está em fase de estudo e testes na busca de uma medida que ofereça segurança ao público ao mesmo tempo que possibilite campanhas de conversão. O trabalho está dedicado, neste momento, na formatação de uma política de mensuração de eventos agregados. As empresas anunciantes esperam suporte da plataforma.

Neste artigo, você ficou familiarizado com a atualização iOS14. Saber anunciar da maneira correta, entendendo as limitações e as potencialidades do marketing digital fará a diferença nas suas estratégias de vendas. Aproveite! Quer aprender ainda mais? Faça parte de nosso grupo gratuito no WhatsApp com dicas diárias exclusivas ao setor imobiliário!

CTA grupo WhatsApp

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *